Pesquisa:
0
17.01.2011
Cidadania
Contra a grande exploração de trabalho
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

“Gostaria de acrescentar aos comentários, que estou abandonando minha área de que tanto gosto, devido a grande exploração de trabalho. Chegamos a trabalhar 60 horas semanais muito facilmente, sem direito a hora extra, sem direito a banco de horas. Nós temos mais dever do que direitos. Só para salientar sou formada em Design Gráfico e pós-graduada em design estratégico. Acabei de casar e vi que essa profissão é para quem não tem família e nem tem a intenção de constituir uma, além disso, cabelos grisalhos também são desvalorizados. Enfim, fico feliz por saber que tem muita gente lutando!”

Por Silvia

0
20.11.2010
Movimento Sindical
30 horas para todos
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital
"Eu sou a favor das 30 horas para todos e não sou para mulher. Que seja aprovado em assembleia de dissídio coletivo de trabalho"

Por Idemar de Jesus Dias da Rosa
Presidende do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Canguçu/RS
1
12.11.2010
Cidadania
Chega de escravidão!
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"É um absurdo trabalharmos 44 horas semanais! Nossos filhos estão crescendo sozinhos. Vivemos mais com os colegas de trabalho do que com nossa família. Não temos mais vida, nossa vida é o trabalho. Estou cansada desta escravidão!"

Por Karina Scolari

3
08.11.2010
Cidadania
Sou a favor das 30 horas semanais para as mulheres
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"Eu também sou a favor dessas 30 horas semanais, não só por ser mulher, mas realmente é uma correria ter que chegar tarde do serviço e ter que fazer os deveres domésticos, e no meu caso além de tudo ir pro curso à noite. É realmente corrido e estressante. Sou totalmente a favor".

Por Talita da Silva Lima

3
08.10.2010
Movimento Sindical
Jornada de trabalho: só legislação garante benefício
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

Nos países em desenvolvimento, como o Brasil, a redução da jornada de trabalho, sem o corte nos salários, será conquistada mediante a negociação entre empregados, governo federal e empresários. Porém, a garantia do benefício só ocorrerá por lei específica.

Como a negociação coletiva ainda não atinge todos os trabalhadores brasileiros e algumas categorias não tem força suficiente para garantir seus direitos, o benefício tem de constar de lei. No caso brasileiro, as centrais lutam para aprovar a  Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 231/95, que trata do tema, no Congresso Nacional.

Campanha nacional
A constatação é do Dieese e tem o objetivo de “acrescentar novos argumentos para a campanha nacional da jornada menor, conduzida de forma unitária pelas centrais sindicais.

“A luta dos trabalhadores e a legislação continuam sendo essenciais para a garantia dos direitos”,  apregoa o Carlos Vicente de Oliveira, o Carlão, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de São Paulo.

Qualidade de vida
O movimento sindical quer a redução das horas de trabalho para elevar a qualidade de vida do trabalhador e criar empregos. Nos últimos anos, alguns países reduziram a carga normal de trabalho via legislação.

A nota do Dieese destaca África do Sul (hoje 45 horas semanais, Chile (45 horas), China, (40 horas é a jornada legal) Coréia do Sul (40 horas), Japão (40 horas é a jornada legal), Portugal (40 horas) e França (35 horas por semana).

No Brasil, a última redução da jornada ocorreu na Constituição Federal, de 1988, quando caiu de 48 horas para 44 horas. De acordo com o estudo do Dieese, a redução da jornada tem de vir acompanhada do fim ou da limitação rigorosa do trabalho extraordinário.

Hora extra
De acordo com o instituto,  nos seis meses anteriores à Constituição, 24,4% dos assalariados faziam horas extras, enquanto nos seis meses posteriores o índice saltou para 41,2%.

Mesmo assim, a diminuição de 8,33% da jornada de trabalho resultou na criação de cerca de 0,7% de novos postos de trabalho. Estudos do Ministério do Trabalho francês dão conta que a semana de 35 horas gerou  412 mil novos empregos.

Texto do Informativo Força Mail, Força Sindical
Redação: Antônio Diniz

 

1
24.09.2010
Cidadania
A escravidão já acabou
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

“É complicado, viu! Não são todos que concordam com 40 horas semanais. Eu, no ponto de vista de muitos, também concordo plenamente para a redução de jornada de trabalho, mas sem diminuição do salário, porque, se não for assim, ninguém vai querer. A escravidão já acabou, mas têm pessoas que vivem outra realidade. Obrigada!”

Por Ana Cláudia Alves Pereira

Mais resultados: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42